• Caio Borges

União restringe o teletrabalho para empregados públicos celetistas



No dia 30 de julho deste ano, o Ministério da Economia editou a Instrução Normativa n.º 65/2020 que estabelece orientações, critérios e procedimentos a serem adotados pelos órgãos da Administração Pública Federal em relação ao teletrabalho, dentre outros.


A Instrução permite que servidores públicos da União, em cargos efetivos ou comissionados, participem do programa de gestão e, assim, exerçam suas atividades de forma remota e com a utilização de recursos tecnológicos na modalidade de teletrabalho parcial ou integral.


No entanto, em relação aos empregados públicos regidos pela Consolidação das Leis de Trabalho (CLT), a Instrução Normativa n.º 65/2020 condiciona sua participação no programa de gestão às regras dos respectivos contratos de trabalho e às normas da CLT.


Dessa forma, o governo federal condicionou a modalidade de teletrabalho dos empregados públicos da União aos respectivos contratos de trabalho e às normas da CLT, além da adoção e autorização do regime de teletrabalho pela estatal. Sendo assim, a participação no programa de gestão por parte dos servidores públicos, dos empregados públicos e dos contratados temporários depende da autorização dos dirigentes dos respectivos órgãos.


  • email icone
  • Facebook - Círculo Branco
  • LinkedIn - Círculo Branco
  • Instagram - White Circle
  • Spotify
  • Campanha Livres e iguais
  • HeForShe
Entre em contato

Email: contato@maltaadvogados.com
Tel:  +55 (61) 3033-6600 | 3033-6686

Passe o mouse

NEWSLETTER